Amupe reúne 100 Prefeitos para discutir a crise dos municípios a entidade estima que pelo menos 50 cidades de Pernambuco precise demitir funcionários.

A  grave situação financeira dos municípios e alerta para a necessidade de corte de gastos em várias prefeituras, a Associação Municipalista de Pernambuco(Amupe) anunciou que irá a Brasília, na próxima semana, em busca da liberação de verbas, por parte do Governo Federal. A entidade estima que pelo menos 50 cidades de Pernambuco precise demitir funcionários.

O presidente da associação, José Patriota, informou que a instituição irá tentar ajuda do Congresso e do presidente Michel Temer (PMDB), para sanar as contas dos municípios. Ele pretende convencer o governo a liberar 1% do total de recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), para que as prefeituras possam quitar o décimo terceiro salário.

Segundo a Amupe, R$ 196 milhões são necessários para fechar as contas. No Brasil inteiro são R$ 4 bilhões. “São 120 municípios em estado de calamidade pública. Vamos solicitar uma ajuda financeira emergencial, para que possamos sair desta situação”, disse.

“É uma situação caótica. Já vínhamos fazendo ajustes e cortes. Agora o pior corte de todos é desempregar pessoal. Tirar mães e pais de famílias, que ficam sem perspectiva de sobrevivência, porque não têm renda”, informou Patriota.

A Amupe ainda está realizando o levantamento do total de prefeituras que farão cortes de pessoal, assim como o valor que será economizado pelas administrações. “É imprevisível. Um tira 100 pessoas, outro tira 400. É uma grande quantidade. Mas este mapeamento ainda não está fechado”.

Na sua visão, “as pequenas cidades são as mais afetadas com a crise”. “Os programas sociais não são suficientes para absorver essa situação. O Bolsa Família é muito pouco para atender as necessidades básicas”, destacou.

fonte: Escadas News

Compartilhar:

Post Author: Tenório


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *