Billy Graham não faleceu mudou de endereço

 
Eu, Tenório Cavalcanti, desde minha infância e juventude tive minha fonte de inspiração no Evangelista Billy Graham, quando decidi fazer missões acompanhava as mensagens e sua dedicação ao reino de Deus.
Quando estava cumprindo o meu chamado a minha meta era no minimo de alcançar almas para o reino, ainda cheguei construir 6 igrejas e só no discipulado entregamos 15 mil certificados, hoje vivo envolvidos com as correrias da vida e esfriei no meu ministério e chamado, que o Senhor me ajude e um dia possa viver o evangelho puro novamente.
Mas o que tenho a dizer é que amo a vida exemplar do Evangelista Billy Graham e sua partida me trouxe grandes lembranças e reflexões. O homem não se desviou nem para a esquerda e nem para direita, mas veja o que ele falou:
 William Franklin “Billy” Graham Jr (Charlotte, 7 de novembro de 1918) é um pregador batista norte-americano. Foi conselheiro espiritual de vários presidentes americanos. Foi ainda o mais proeminente membro da Convenção Batista Sulista dos EUA.
 
Graham já pregou pessoalmente para mais pessoas do que qualquer pregador da história ao redor do mundo.
 
De acordo com a sua equipe, a partir de 1993, mais de 2,5 milhões de pessoas tinham “Um passo à frente em suas cruzadas para aceitar Jesus Cristo como seu Salvador pessoal”. A partir de 2008, a audiência de Graham’s lifetime, incluindo rádio e televisão, superou 2,2 bilhões.

Obra

Billy Graham escreveu 32 livros, muitos dos quais se tornaram os mais vendidos em sua época de lançamento. Sua autobiografia, intitulada Just As I Am, (editada no Brasil como “Billy Graham – Uma Autobiografia) foi lançada em 1997 e conseguiu uma “tripla coroa”, aparecendo simultaneamente nas três melhores listas de best-sellers em uma única semana.

Neste livro, Graham reflete sobre sua vida, incluindo os mais de 70 anos de ministério em todo o mundo. Desde os começos humildes como filho de um fazendeiro leiteiro na Carolina do Norte, ele compartilha como sua fé inquebrável em Cristo formou e moldou sua carreira.

Os trabalhos mais recentes de Graham incluem os livros “The Reason for My Hope: Salvation” (2013), “The Heaven Answer Book” (2012), “Nearing Home” (2011) e “Storm Warning” (2010). “Nearing Home” foi selecionado como o Livro Cristão do Ano de 2012 pela Associação de Editores Cristãos Evangélicos.

De seus outros livros, “Approaching Hoofbeats: The Four Horsemen of the Apocalypse” (1983) foi listado por várias semanas na lista do best-seller do The New York Times; “Como nascer de novo” (1977) teve a maior primeira impressão na história da publicação com 800 mil cópias; “Anjos: agentes secretos de Deus” (1975) vendeu um milhão de cópias dentro de 90 dias; e “The Jesus Generation” (1971) vendeu 200 mil cópias nas duas primeiras semanas.

Pastor dos presidentes

Os conselhos de Graham foram procurados por presidentes dos Estados Unidos em diversas ocasiões, e seu apelo nas arenas seculares e religiosas é evidenciado pela ampla gama de grupos que o honraram, incluindo numerosos doutores honorários de muitas instituições ao redor do mundo.

Os reconhecimentos incluem o Prêmio de Liberdade da Fundação Presidencial Ronald Reagan (2000) por contribuições para a causa da liberdade; Medalha de ouro do Congresso dos EUA (1996); o Prêmio da Fundação Templeton para o progresso na religião (1982); e o Prêmio Big Brother por seu trabalho em prol do bem-estar das crianças (1966).

Em 1964, recebeu o Prêmio do Presidente do Ano e foi citado pelo George Washington Carver Memorial Institute por suas contribuições para as relações raciais. Ele foi reconhecido pela Liga Anti-Difamação do B’nai B’rith em 1969 e pela Conferência Nacional de Cristãos e Judeus em 1971 por seus esforços para promover uma melhor compreensão entre todas as fés.

Em dezembro de 2001, ele recebeu um título honorário honorário, Chefe de cavaleiro honorário da Ordem do Império Britânico (KBE),

Graham é regularmente listado pelo instituto de pesquisas e estudos Gallup como um dos “Dez homens mais admirados do mundo”, e descrito como a figura dominante nessa pesquisa desde 1948 – foi citado 56 vezes na pesquisa, completando 50 anos consecutivos em 2012.

Billy Graham morreu no dia 21 de Fevereiro de 2018 aos 99 anos.O pregador morreu durante a manhã de uma quarta-feira em sua casa. 
 A notícia de sua morte foi dada por Jeremy Blume, porta-voz da Associação Evangelística Billy Graham. Graham, que há muito tempo sofria de câncer, pneumonia e outras doenças, morreu em sua casa em Montreat, Carolina do Norte, disse o porta-voz Mark a Associated Press DeMoss.
 
Billy Graham se dedicou ao ministério evangelístico ao longo das últimas décadas, e se dizia compromissado com a Grande Comissão ordenada por Jesus em Marcos 16:15: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura”.  Durante seu ministério, ele pregou a mais de 215 milhões de pessoas, em 185 países. escreveu 32 livros.
 
Billy completaria 100 anos em novembro.

Compartilhar:

Post Author: Tenório

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *