Defesa de Aécio protocolou um pedido no STF para suspender o afastamento

Nesta segunda-feira (2), mesmo dia em que o presidente do Senado, Eunício Oliveira, confirmou a votação, no plenário da Casa, para decidir sobre o afastamento do senador Aécio Neves do mandato, o PSDB pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para suspender o a determinação de mantê-lo afastado das funções parlamentares.

Na última semana, a Primeira Truma da Corte, por 3 votos a 2, acatou a medida cautelar pedida pela Procuradoria-Geral da República (PGR), no inquérito em que o tucano foi denunciado por corrupção passiva e obstrução de Justiça, com base nas delações premiadas da empresa J&F. Aécio também deve entregar seu passaporte e não pode se comunicar com outros investigados no mesmo caso, entre eles sua irmã Andréa Neves.

De acordo com informações do portal G1, a ação do PSDB entregue ao STF inclui um pedido de liminar, decisão provisória que pode ser concedida de forma rápida, sem necessidade de consulta às partes. Se atendido, o pedido permitirá o retorno do tucano ao mandato.

Além do PSDB, a própria defesa de Aécio protocolou um pedido no STF para suspender o afastamento até que a Corte defina o procedimento a ser adotado em decisões judiciais que determinem suspensão de parlamentares.

Compartilhar:

Post Author: Tenório


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *