Marília Arraes, uma candidatura com um sobrenome histórico

POR

BRUNO OLIVEIRA

Quem leu esta coluna semana passada, percebeu que não consigo ver uma grande diferença entre o Governador Paulo Câmara e seu principal opositor, o Senador Armando Monteiro. Por isso, hoje, tentarei apontar para uma terceira via para Pernambuco.

Marília Arraes, atualmente vereadora pela Cidade do Recife, prima do ex-governador Eduardo Campo, tem despontado como possível candidata pelo PT ao governo de Pernambuco. Com uma biografia limpa, desde cedo surgiu como uma voz forte na luta por direitos aos mais desfavorecidos. Como vereadora, tem sido uma voz em oposição ao prefeito Geraldo Júlio (PSB) e ao Governador Paulo Câmara (PSB). Sempre presente em manifestações contra o Governo Temer e ao lado dos sindicatos e trabalhadores, Marília Arraes tem iniciado viagens ao interior de Pernambuco para tornar pública sua intenção em concorrer a vaga no Palácio das Princesas.

Admirável por sua suas posições fortes,  ela carrega de fato o nome do Velho Arraes com sentido. Ela tem ressuscitado a força do sobre nome Arraes e rompe com o fisiologismo pessebista. Filiada ao PT, ela está se tornando a figura principal da renovação petista em Pernambuco.

Com um discurso que rompe com A dicotomia dos “Senhores de Engenho” Paulo Câmara e Armando Monteiro, Marília surge como a esperança para a classe trabalhadora que está marginalizada no Governo pessebista.

Viajando pelo interior, Marília já caminha pelas cidades discursando com o tom de pré-candidata ao governo do estado. Ficamos agora na expectativa do seu crescimento nas pesquisas e que os trabalhadores tenham de fato opção de voto.

Compartilhar:

Post Author: Tenório


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *