Resgate do pastoril deixa o povo Coroense encantados, São José resgatando valores e a cultura da nossa Terra

A noite do dia 18/03/ 2017 nas comemorações da Festa do Glorioso São José, Padroeiro do Município de São José da Coroa Grande, foi iniciada com a apresentação do Pastoril, que por muito tempo deixou de existir na cidade. Como forma de resgatar essa tradição, a Secretaria de Ação Social em nome de Rosilda Silva, reuniu algumas meninas do município e iniciaram a tradição que o pastoril carrega em sua história.

A noite começou com a apresentação das meninas no palco da Praça Constantino Gomes. As meninas contaram uma breve história do pastoril (que você pode acompanhar no final da matéria), e revelaram sua homenagem à uma das personalidades importantes do município e na comunidade católica, Maria Avani, mais conhecida como Dona Vanda ou Vovó Vanda. Contaram ainda a história de Dona Vanda, a qual será apresentada no final da matéria.

O Pastoril reuniu dezenas de pessoas que participaram da apresentação e se divertiram com o espetáculo das meninas, que cantavam e dançavam.

O público ainda pôde colaborar com a apresentação, comprando as rosas dos cordões (encarnado ou azul), de forma que seguia em ritmo de uma disputa alegre e divertida, que cordão conseguia arrecadar o maior valor.

No final, metade dos valores arrecadados vão ser revertida para ajudar na reforma da Igreja Matriz.

História do Pastoril

Conta a história que o pastoril é uma forma animada de representar os presépios, contemplando canções natalinas denominadas vilancicos ( jornada), tendo origem na Península Ibérica e como precursores no Brasil os fanciscanos na colonização.


O Pastoril tem os cordões encarnado e azul, representando os mouros e os cristãos, que se contrapõem, contando a história das pastoras e caminho de Belém da Judéia, onde nasceu Jesus, tendo como personagens, além das pastoras, mestra do cordão encarnado, contra-mestra do cordão azul e Diana, como figura central e pertencente aos dois partidos, além dos outros personagens como Borboleta, Cigana e também a figura do velho pastoril, que tem como função alegrar a platéia.

História do Pastoril no Município

Em São José da Coroa Grande foram pastoris famosos os de Sabino Inácio, Palmeirinha e Futrica, além do Pastoril de Maria da Bili, que utilizava papel crepom, o de Alice Antônia da Conceição (Lourinha) e o de Maria Avani de Oliveira (Vanda). Mas hoje o pastoril integra o ciclo das natalinas do Nordeste, principalmente, em Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte e Alagoas. É um dos quatro principais espetáculos populares nordestinos.

Homenagem à Maria Avani de Oliveira

Maria Avani nasceu na cidade de Bezerros-PE, no dia 28 de fevereiro do ano de 1948, casou-se aos 16 anos com José Ataide de Oliveira no dia 27 de Junho de 1964, dessa união nasceram 3 filhos, 10 netos e 6 bisnetos. Sua dedicação à comunidade católica cristã começou na igreja de Nossa Senhira da Conceição no bairro de Mangueira, onde residia.


Seu trabalho era catequizar crianças e jovens daquela comunidade, como também em festejos juninos. Em setembro de 1977, em virtude da transferência do seu esposo para ser chefe da sala de máquina da antiga CIBRAZEM, veio morar na cidade de São José da Coroa Grande, onde reside até hoje. No mesmo ano da sua chegada, foi logo envolvendo nos trabalhos da Igreja Matriz de São José, junto ao Padre Henrique.


Em 1978 começou a catequizar as crianças da comunidade, onde a cada ano que passa cresce o número de crianças e jovens catequizados. Montou um pastoril que era apresentado nos finais de ano com a ajuda do Padre Henrique e do prefeito da época. Construiu junto à comunidade católica a Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, ajuda pessoas necessitadas materialmente e espiritualmente, considerada uma referência no que diz respeito à religião; querida e amada por todos.

No dia 16 de Fevereiro de 2009, recebeu o título de cidadã Coroense, projeto de lei cuja autoria foi o vereador Jaziel Gonçalves Lages, hoje o atual prefeito Pel Lages.

Assistam em vídeo a apresentação do Pastoril

O Blog sempre tem mostrado aos leitores e seguidores, a nossa cultura, São José da Coroa Grande não é apenas a terra das piscinas naturais, São José também é a Terra das artes e dos artistas.

ASCOM – SÃO JOSÉ DA COROA GRANDE

Blog Tenório Cavalcanti

Fotos

« 1 de 2 »

Post Author: Tenório


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *